Artigos LEC | Não deixe que a má reputação de terceiros maculem a da sua empresa
11665
single,single-post,postid-11665,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,select-theme-ver-3.3,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Não deixe que a má reputação de terceiros maculem a da sua empresa

As legislações de combate à corrupção ao redor do mundo, em geral, trazem dispositivos que determinam que a responsabilidade por atos desta natureza não se restringem ao que acontece nas cercanias da empresa. Essa responsabilidade deve ser estendida aos parceiros de negócios da companhia, o que a expõe a graves punições por problemas gerados por terceiros. Aliás, lidar com esses terceiros é um ponto cada vez mais focal para compliance officers ao redor do mundo em todos os segmentos da economia

CLÁUDIO E ADRIANA, DA ADVICE: as empresas não-financeiras estão dando mais atenção à reputação dos seus parceiros de negócios.

A Lei Anticorrupção brasileira não é diferente nessa determinação. Por isso, conhecer a reputação das empresas e das pessoas com quem você faz negócio, do ponto de vista da área de compliance, passou a ser um elemento fundamental. Bancos e instituições financeiras, obrigadas pela legislação de lavagem de dinheiro, já executam os famosos processos de Know your Client faz algum tempo. Mas isso é uma novidade para as empresas não financeiras.

A Advice Technology, uma empresa brasileira líder no segmento de tecnologia e soluções empresariais para compliance, desenvolveu uma solução para atender essa nova demanda com a sua solução RISC, uma ferramenta de analise reputacional que oferece as empresas de todos os setores uma solução prática e simples para analisar todos os seus parceiros de negócios sejam eles clientes, fornecedores ou até funcionários. O sistema foi lançado em 2015 na esteira de uma demanda gerada pela própria Lei Anticorrupção no Brasil e pelas ações da Policia Federal e Judiciário no combate a corrupção, que condenou empresas e seus executivos por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

O RISC é um grande agregador de informações. O sistema faz uma varredura em fontes de informações públicas como bureaus de crédito, Tribunais de Justiça, listas de pessoas expostas politicamente, citações em veículos de mídia, entre outras, fazendo um apanhado geral das fontes e consolidando isso em um relatório único, simples e inteligente. Esse relatório serve como parte do processo de avaliação do parceiro, apontando o seu nível do risco reputacional (relacionado à lavagem de dinheiro), de acordo com parâmetros pré-estabelecidos. O RISC também integra às suas análises quaisquer fontes de informação privada que o cliente já possua e queira agregar como parte do relatório final.

O RISC foi desenvolvido pela Advice em parceria com uma das grandes firmas de consultoria e auditoria do mercado, as chamadas Big 4. “Agregamos conceitos muito interessantes no que diz respeito aos processos de conheça o seu parceiro, no sentido de integrar todos os Know your (cliente, suppliers, employee) em uma única plataforma”, explica Cláudio Azevedo, sócio e diretor da Advice. Ele conta que os clientes têm sido surpreendidos de maneira bastante positiva com a ferramenta, pela sua facilidade de uso e qualidade da entregue.

O RISC é altamente personalizável. É possível determinar o nível de profundidade das análises para cada necessidade e, naturalmente, o nível de risco de cada situação, que pode ir da localização geográfica do cliente – uma cidade de fronteira, por exemplo –, até o volume de citações na mídia relacionadas a um conjunto de palavras sensíveis como corrupção, lavagem de dinheiro ou trabalho escravo que envolva a empresa ou algum dos seus sócios. O risco é calculado a partir da soma de vários fatores e o relatório, já nas suas primeiras páginas, gera uma informação sintética apontando os pontos principais daquela análise.

Para fazer a parametrização, o time da Advice Technology atua ao lado do cliente para entender do seu negócio e apontar a melhor forma de usufruir da ferramenta, de acordo com o seu objetivo. “Desde o inicio nós estamos lá, ajudando os clientes a escolher quais as fontes de consulta mais importantes para as necessidades da empresa dele”, conta Adriana Giovanelli, executiva de negócios da empresa. A executiva explica que a Advice apoia e treina as equipes dos clientes, para que eles saibam como interpretar os relatórios gerados, aproveitando assim o máximo da ferramenta.

 

INFORMAÇÃO SEMPRE ATUALIZADA E DISPONÍVEL

A qualidade da informação é um aspecto fundamental nos processos de análise e decisão, e a Advice dá atenção especial para isso. Afinal, os relatórios de risco reputacional servem para a tomada de decisões importantes e não podem ser baseados em informações desatualizadas. “O RISC usa sempre a informação em tempo real sem jamais reaproveitá-las. Isso é muito importante, porque você pode estar analisando um quadro societário de uma companhia para tomar uma decisão em um processo de M&A e não pode fazer isso com uma informação de meses atrás”, explica Adriana.

O RISC pode ser acessado pelo usuário de computadores, celulares e tablets com a mesma facilidade. Você pode gerar um relatório do cliente com o qual você está fazendo uma reunião, de maneira muito rápida. Entre as inúmeras vantagens do RISC, uma muito importante é que ele otimiza o trabalho da área de compliance. “Sem uma ferramenta como essa, você precisa fazer uma busca manual, ir atrás de informações de cada Tribunal de Justiça, de cada órgão e consultar diferentes listas restritivas. Com o RISC, isso é feito automaticamente com um único clique”, reforça Cláudio.

Mas, não é só isso. Além da economia de tempo, o uso do RISC permite ampliar o processo de análise para toda a sua carteira de parceiros. Geralmente, as empresas quando vão fazer esses processos manualmente, restringem a análise apenas dos parceiros mais críticos, os 10 ou 20 maiores. Com o RISC é possível fazer a análise em toda a sua carteira de clientes e fornecedores. Com essa amplitude, mitiga-se a possibilidade de deixar que riscos acabem passando, porque um determinado parceiro estava fora do radar.

Além do profissional de compliance, o RISC pode ser utilizado facilmente por outras áreas da empresa como o Jurídico, que utiliza o RISC para acompanhar processos envolvendo a própria empresa; RH para fazer a análise de conheça o seu funcionário e a área de compras, para avaliar os fornecedores que vendem produtos e serviços para a companhia. Para cada uma dessas áreas, é possível estabelecer perfis de relatórios personalizados, de acordo com a necessidade de análise de cada área.

A ferramenta da Advice tem sido demandada por empresas de diferentes segmentos da economia, e para diferentes situações. Empresas de segmentos como construção civil, logística e da área de óleo & gás, tem aplicado o RISC para analisar o risco reputacional na sua cadeia de abastecimento. Já as empresas de consultoria e do ramo financeiro tem se valido do RISC para fazer a avaliação de potenciais clientes. “As empresas, que prestam serviços financeiros e de consultora e auditoria para todo o mercado, querem saber que nível de exposição estão assumindo ao se relacionarem com determinados indivíduos ou empresas”, alerta Cláudio, que conclui: “Somos uma empresa de tecnologia, voltada para soluções de compliance. Usamos nossa expertise de negócios e nosso know how tecnológico para ajudar nossos clientes a implantar esses processos, porque nós conhecemos do negócio. Sentimo-nos à vontade para partilhar com o mercado nossa experiência acumulada ao longo destes anos.”

Publicado originalmente na revista LEC edição número 14.